Windows Live Messenger + Facebook

sexta-feira, 11 de maio de 2012

A RESPEITO DO SER E FAZER

O apóstolo Pedro negou Jesus três vezes, com medo das conseqüências de sua identificação com alguém sob severo julgamento na iminência de ser crucificado. Mas não se pode dizer que Pedro era um covarde. Prometera a Jesus seguí-lo até a morte, e, de fato, no Getsêmani quando Jesus estava sendo preso, se opôs aos soldados romanos, inclusive cortando a orelha de um deles. Isso indica que se Pedro não era muito bom com a espada, pelo menos estava falando sério quando prometeu lutar e morrer por Jesus. Pedro fez algo reprovável. Mas seu erro foi um incidente, e não uma prática constante. Fugiu, mas não era covarde. Há grande diferença entre o que uma pessoa é e o que uma pessoa faz, desde que o fazer não seja um padrão de comportamento. Isto é, uma coisa é mentir, outra é ser mentiroso; uma é não dividir o sorvete, outra é ser egoísta; uma, é socorrer um aflito, outra é ser compassivo. Os atos dizem muito pouco quando não expressam uma natureza. Por esta razão Jesus iniciou o Sermão do Monte com as Bem-Aventuranças, descrevendo seus discípulos em termos do que são, e não do que fazem: misericordiosos, pacificadores, puros de coração. Parece óbvio que somente quem tem uma natureza pacificadora consegue virar a outra face após ser agredido; somente quem é misericordioso consegue andar uma segunda milha com o incômodo companheiro; somente quem é puro de coração consegue olhar um corpo insinuante sem intenções inadequadas. Mais importa o que você é do que o que você faz. Primeiro, porque quando você faz o que não é, o fazer é um peso enorme, e nunca resulta em gratificação: por mais que você faça, está sempre insatisfeito e vazio. Depois, porque quando você é, o que você faz flui naturalmente, sem muito esforço, como aquela comparação de Jesus onde o natural é que de uma laranjeira surjam laranjas. “Escolha o novo mundo” é muito mais do que um apelo a ações e gestos de bondade e beneficência. É um imperativo para mudança de mente, meta-nóia, expansão da consciência, transformação pessoal, novo jeito de viver. É mais do que um estímulo a servir pessoas no período de Natal. É um desafio a ser como Cristo: servo de todos, e sempre. pastor.iloir@gmail.com

domingo, 4 de março de 2012

O RICO E O CAMELO

Texto: Mt 19.23-24 Introdução: Jesus, neste texto de Mateus 19.23, 24, faz um comparativo entre o comportamento de um rico, que o tira do Reino de Deus, isto é, perda da salvação e um camelo que é o modelo de um verdadeiro cristão.

Vejamos o modelo do camelo que devemos imitar:

1 – É um animal constituído de grande capacidade para enfrentar desertos e condições adversas - Os dias são maus - Somos um povo do deserto - O treinamento de um profeta é no deserto - Lc 1.80 - "O menino cresceu e ficou forte de espírito. E viveu no deserto até o dia em que apareceu diante do povo de Israel" - Todos os que são cheios do Espírito são levados ao deserto - Antes de iniciar o cumprimento da missão somos levados ao deserto para o teste da convicção do chamado.
2 – Ajoelha para ser montado e conduzido - Ser dócil - Ser tratável - Ser servidor - Amar uns aos outros - Saber qual a sua missão e se dispor a cumprí-la

3 – Animal que armazena grande quantidade de água para grandes travessias - Analise o exemplo das virgens sábias de Mateus 25.1-13 - Muitos vão à igreja, ouvem a mensagem, porém, no próximo dia já não se lembra - Deus só da a quem tem zelo e guarda (anotar e meditar) - Sl 119.11 - Tudo o que ouve e escreve fica registrado - A igreja eficaz é a que armazena uma grande quantidade de água (ensinamentos pela Palavra de Deus)

4 – O camelo é uma animal cargueiro
- Agüenta peso - Isaque foi aperfeiçoado carregando lenha - Quer ser herdeiro. Carregue lenha para o sacrifício - Isaque carregava lenha juntinho a Abraão, seu pai. - Quando obedecemos e carregamos lenha, andamos juntinho ao Pai
5 – É um animal ruminante
- É a igreja de Bereia - Ouvir, anotar, rever, meditar e orar - Dar credibilidade à Palavra e seus princípios que geram vida
6 – Os pés do camelo é constituido de forma que não atola no deserto
- Uso do calçado apropriado, isto é, equipamentos adequados para cada situação - Efésios 6.15 - "Calçai os pés com a preparação do evangelho da paz" - Deus quer que caminhemos no deserto sem atolar - "Irmãos, eu quero que vocês lembrem do que aconteceu com os nossos antepassados que seguiram Moisés. Todos foram protegidos pela nuvem e passaram pelo mar Vermelho. Como seguidores de Moisés, eles foram batizados na nuvem e no mar. Todos comeram da mesma comida espiritual e beberam da mesma bebida espiritual. Pois bebiam daquela rocha espiritual que ia com eles; e a rocha era Cristo. Mas Deus não ficou contente com a maioria deles, e por isso eles morreram, e os seus corpos ficaram espalhados no deserto" 1 Co 10.1-5 - Foram batizados na nuvem e no mar, comeram da mesma comida espiritual, que é Cristo. Porém, muitos foram rejeitados - Só sobrevive no deserto quem é protegido e guiado pela nuvem (Espírito Santo) - Métodos humanos não funcionam sem o governo do Espírito Santo.

Conclusão: A vida cristã é comparada ao comportamento de um camelo pois, o Reino de Deus só é tomado por esforço, e renúncia total até a morte do "eu" (João 12.24).

Pastor Iloir José
Ministério Sangue, Fogo e Unção

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

O CUIDADO

I Pedro 5:6 Humilhai-vos, portanto, debaixo da potente mão de Deus, para que a seu tempo vos exalte.
7 Lançai sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós.

De acordo com I Pe 5:7, deve-se entregar todos os cuidados - passados, presentes e futuros - ao Senhor de uma vez por todas. Não se deve lançar as ansiedades sobre ele aos poucos, retendo as preocupações que acreditamos ser capazes de resolver por conta própria. Guardar "pequenas ansiedades" fará com que logo elas se transformem em grandes problemas! Cada vez que surge um novo fardo, devemos, pela fé, lembrar o Senhor (e nós mesmos) de que já o entregamos a Ele.
Se havia alguém que sabia, por experiência própria, que Deus cuida de seus filhos era Pedro! Quando lemos os quatro Evangelhos, descobrimos que Pedro participou de vários milagres.
Jesus curou a sogra de Pedro - Mc 1:29,31
Deu lhes uma grande pescaria - Lc 5:1-11
Ajudou-o a pagar o imposto que devia ao templo - Mt 17:24-27
Ajudou-o a caminhar sobre as águas - Mt 14:22-33
Reparou o mal que causou a Malco ao cortar a orelha desse servo - Lc 22:50,51; Jo 18:10,11
Até livrou Pedro da prisão - At 12

Observou a maneira que Deus demonstra seu amor e cuida de seus filhos quando lhe entregamos nossas preocupações?
Eu creio que Deus realiza quatro ministérios em nosso favor:
1º Dá-nos coragem para enfrentar as preocupações com honestidade e não fugir delas - Is 41:10
2º Dá-nos a sabedoria necessária para compreender a situação - Tg 1:5
3º Dá-nos força para fazer o que é preciso - Fp 4:13
4º Dá-nos a fé necessária para crer que Ele fará o resto - Sl 37:5

Há quem entregue seus fardos a Deus pensando que Ele fará tudo! É importante deixarmos que o Senhor opere em nós e também por nós, de modo que devemos estar preparados quando as respostas vierem.

" CONFIA OS TEUS CUIDADOS AO SENHOR, E ELE TE SUSTERÁ" SALMOS 55:22

pr.iloir@gmail.com