Windows Live Messenger + Facebook

domingo, 8 de agosto de 2010

Morte espiritual

Morte espiritual
A morte espiritual é a separação de Deus, tanto neste mundo quanto no vindouro. Por exemplo, Adão "morreu" como resultado de sua desobediência, de acordo com a advertência de Deus:".. porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás" (Gn 2:17). Todavia, sua morte (exclusão do jardim) não consistiu num óbito físico imediato, embora tivesse início seu estado de mortalidade; a morte dele foi a morte espiritual. Quando Jesus disse: "...deixa aos mortos o sepultar os seus próprios mortos" (Mt 8:22), Ele queria dizer: "deixe que os mortos espiritualmente sepultem os fisicamente mortos"; por espiritualmente mortos Ele se referia àqueles separados de Deus pela incredulidade. Escrevendo aos efésios, Paulo disse: "Ele vos deu vida, estando vós mortos nos vossos delitos e pecados" (Ef 2:1). Como pecadores, eles se encontravam antes num estado de "morte" espiritual; ao se entregarem a Cristo, foram vivificados. Quando o indivíduo entra em comunhão com Deus através da fé em Cristo, ele passa da "morte para a vida" (1 Jo 3:14; Jo 5:24).
No julgamento final dos incrédulos, que terá lugar diante do “grande trono branco do juízo", após os mil anos (milênio), os mortos perversos ainda existirão e se postarão perante Deus para serem julgados. Embora possam suportar o juízo, seu estado é chamado de "morte" por estarem afastados de Deus (Ap 20:13-15). (Veja também Ap 3:2,3; 1 Tm 5:6.)


Pastor Iloir Silva
pr.iloir@yahoo.com.br